Confira um bate-papo com o artista Sama

400018_10150559655554704_1072399841_n

HQ, Quadrinhos, Comics, Gibis, Mangás, Banda Desenhada, História aos Quadradinhos. Há um monte de formas de você chamar esta que ficou marcada como a Nona Arte. Um formato artístico que ganha cada vez mais o reconhecimento merecido, saltando de um simples entretenimento de massa para um dos grandes modos de expressão humana. Para saber mais sobre este universo fascinante, convidamos um dos nomes de destaque da cena de Quadrinhos para uma entrevista ao nosso blog.

Foto: Luísa Sequeira

Eduardo Filipe Sama, o Sama, é artista visual premiado em salões de Arte Contemporânea e Bienais internacionais. Publicou charges, cartoons, ilustrações e quadrinhos nas revistas “Piauí”, “Argumento”, “General”, “Bundas” e nas antologias,“Heavy Metal Brasil”, “Irmãos Grimm em Quadrinhos” e “Golden Shower Comics”. Ganhou o 1º lugar no XV Salão Carioca de Humor na categoria “Melhor Charge” com o polêmico: “Bradesco Bin Laden”. Colabora para o jornal francês, “Gazette de La Lucarne” além de criar para o meio cinematográfico. Encaixando em variados retângulos e balões, narrativas esfumaçadas, clima noir, sexo cerveja & tiro. Sama é rápido e direto, criando cenários constituídos de sutil lirismo, poesia visual e intensidade no traço. Em total sintonia com o ritmo forte das respostas:

 

Foto: Luísa Sequeira

 

FOR: Nome completo?

Eduardo Filipe Sama

F.: Cidade natal? Cidade onde mora?

Sama: Nasci numa colina em algum lugar das Minas Gerais sob a lua cheia… Sobrevivo atualmente na península Ibérica, no norte de Portugal próximo de uma encruzilhada de um dos muitos caminhos que levam à Santiago…

F.: Por que Quadrinhos?

S.: Porque gosto.

F.: Trabalhos que mais curtiu ter feito?

S.: Em quadrinhos? O álbum, “A Balada de Johnny Furacão” e a estória curta: “Éramos 6″, também conhecida como: “O Cu da Creuza”.

F.: A cultura de Quadrinhos já conquistou o patamar merecido no Brasil? Por quê?

S.: Não, porque não há nem educação, nem cultura suficiente para isso… O que existe é uma promessa. O começo de uma cena… O Brasil será sempre o país do futuro…

F.: Referências, quadrinistas prediletos?

S.: Carlos Zéfiro.

F.: Dicas para quem desenha bem e quer se tornar um quadrinista profissional?

S.: Esqueça o desenho e vá aprender a ler e a escrever primeiro.

F.: A FOR é uma marca de moda urbana. Moda e Quadrinhos conseguem dialogar?

S.: Sim, claro. Os dois são comportamento e atitude.

F.: Quantos livros já publicou? Onde as pessoas podem comprar? (Brasil, Portugal…)

S.: Publiquei só 2, a “Balada de Johnny Furacão” e os “Cadernos do Sama vol1″. Ambos praticamente esgotados… De repente na Comix em Sampa podem dar a sorte de achar algum exemplar…

F.: O que não foi perguntado e vc gostaria de responder?

S.: Sobre o meu próximo projeto… Trata-se uma série de animação erótica…

Forte abraço!

 

Curtiu? Quer saber mais do Sama? Tem um monte de link dele aqui embaixo:

http://motelsama.tumblr.com/

https://www.facebook.com/MondoSama

http://www.flickr.com/photos/eduardofilipe/

Apenas Somos

Category: Arte/Design, Blog, TODOS, URBANFOR
Tag: eduardo filipe sama, hq, mondo sama, quadrinhos, urbanfor