A Biomecânica do PATINS STREET

Fala galera, me chamo Gil Santanna. Sou patinador e faço biofísica na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fui convidado pela FOR para fazer esse post, e estou feliz em poder compartilhar esse conhecimento com vcs.

Então, se liga na ideia..

Já parou pra pensar nos efeitos dos grinds, gaps e jumps no seu corpo? Como você controla o equilíbrio em uma manobra em cima do corrimão? Acha que o universo do inline é pequeno e ninguém estuda isso? Está enganado!

Apresento-lhe a biomecânica.

Um grupo de engenheiros da Universidade de Illinois, USA, liderado pela grande amiga Elizabeth T. Hsiao-Wecksler, nos cedeu gentilmente o resultado de seus estudos sobre a biomecânica no inline.

O estudo é muito interessante e apresenta resultados curiosos sobre a habilidade em absorver impactos (energia) e manter o equilíbrio sobre o corrimão, em relação a experiência do patinador.

Esquema dos Experimentos do Inline

Para o estudo, foram utilizados 10 patinadores com no mínimo 1 ano de experiência, capazes de mandar 5 manobras básicas (frontside royal, backside royal, mizou, soul e makio). Daí começaram os experimentos que se dividiram em 2 etapas:

1- O patinador tinha que pular no meio do corrimão (mandar um stall), manter o equilíbrio por no mínimo 1 segundo e então sair.

.

2- O patinador tinha que zerar o corrimão com as 5 manobras básicas, 10 VEZES!

.

Pra medir o equilíbrio e o impacto sobre o corrimão, foram utilizados:

-  Um sistema de 6 câmeras de captura de movimento;

-  Vários marcadores sobre o corpo para medições antropométricas e do centro de massa do patinador;

-  Um corrimão sustentado por duas células de carregamento, responsáveis por calcular a força do patinador sobre o corrimão (a treta das Leis de Newton, IDÊNTICA ao que você estudou no ensino médio, F = m.a).

.

.

Vários cálculos físicos para compreender os resultados dos experimentos. Quem é da física vai entender: Eles utilizaram a fórmula da força elástica com o módulo de Young. Não preciso dizer mais nada né?

Pronto, agora vamos para o que interessa. Os Resultados!

Resultados do Inline

Começando com os resultados do stall, foi observado que o joelho é flexionado no início do pulo, rapidamente extendido junto com o movimento dos quadris para manter o centro de massa estável, e então é novamente flexionado ao máximo.

Agora, o que vamos mostrar é apenas um gráfico. Não se assustem! rs

.

.

Vocês podem ver que na figura acima, quanto maior a experiência (em dias) do patinador, menor a força de impacto exercida. Da mesma forma, quanto maior a flexão dos joelhos no momento do stall, menor a força de impacto exercida.

Agora vamos ver os resultados do grind.

.

.

No grind, o lance da experiência é o mesmo do stall. Quanto maior a experiência, menor a força de impacto. No entanto, diferentemente do stall, não há relação da flexão de joelhos com a diminuição da força de impacto.

Outro resultado interessante é que o centro de massa relativo a base de suporte nunca passa pelo corrimão, sempre mantendo-se ao lado. Não entendeu? Ok, traduzindo, significa dizer que para se manter em equilíbrio no corrimão, é mais fácil manter seu corpo ligeiramente voltado pra atrás do que muito pra frente. Sacou?

Discussão dos Resultados

Os estudos de biomecânica do inline com certeza aumentam nosso entendimento do aprendizado no patins. Por que caimos? Por que ficamos melhor com o passar do tempo? Por que existem manobras que parecem impossíveis? Essas perguntas tem respostas na biomecânica.

Olhando para os resultados 2 pontos podem ser discutidos:

1- Patinadores iniciantes podem estar mais concentrados (subconcientemente) em manter o equilíbrio, do que em refinar sua técnica para diminuir o impacto. Quanto mais experiência adquirem, mais aptos estão em reduzir o impacto, que pode ser danoso quando muito forte.

2- Quanto maior a variedade de picos explorados, maior a habilidade, pois em cada rolê há um novo desafio e ganho de experiência. Temos que explorar mais picos no Brasil!!!

Fala ai, o que vc achou da Biomecânica no patins?

.

Category: Patins Street
Tag: aggressive, biomecanica, blade, blading, fisica, freestyle, impacto, inline, movimento, patins, roll, roller, rollerblade, rollerblading, rolling, skate, skating, street